sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Orçamento da vergonha!

O que se está a passar com o Orçamento Geral do Estado, é uma verdadeira vergonha!
Não é admissível que 10 milhões de pessoas fiquem penduradas nos interesses e vontades politicas, de um grupo restrito de aldrabões, que ainda por cima foram eleitos pelos seus concidadãos, para defender os verdadeiros interesses do resto da população.
Fiquei “impressionado” quando o ministro da finanças, teve a “coragem” de dizer, que era preferível não ter orçamento, a ter um orçamento com as alterações que o partido da oposição pretendia!!!
Isto é grave!!! É arrogante!!! É pouco sério!!!
Como toda a gente que me conhece bem, sabe, eu sou a-partidário. A politica interessa-me, gosto de participar civicamente no desenvolvimento do meu país. Acredito nas pessoas, gosto de pensar que as pessoas tentam sempre, fazer o melhor que podem e sabem. Como tal há umas que me satisfazem mais, porque as acho mais capazes de por em pratica tanto o que defendem como o que eu gostaria de ver posto em pratica! Não sou ingénuo, sei bem que há imensos interesses por trás de muitas das decisões politicas que são tomadas, indepentemente de quem lá está, acaba por acontecer. A defesa dos amigos, a cedência a lobbys e grupos de pressão, é “normal”. O que para mim deixa de ser normal, passa a ser criminoso, é quando as evidencias, quando o interesse de um todo é posto em causa por causa de um grupo restrito.
Não concordando, consigo entender que no tempo das vacas gordas, quando ninguém se preocupa com os gastos, alguns se aproveitem disso e “comam” mais do que outros.
Mas em tempos como aquele que vivemos agora, não há hipótese, cada um tem que pagar à sua medida, não é correcto, muito menos justo, que todos paguem na mesma medida! Ainda por cima, porque aqueles que mais vão pagar, proporcionalmente, são os que menos contribuíram para o momento que passamos.
Não se pode cortar nos salários dos funcionários públicos, e manter todas as mordomias e benesses que existem para um grupo restrito de pessoas que se passeiam nos corredores do poder! Quanto é que se pouparia, cortando nas viagens em executiva para membros de governo e seus acompanhantes? Quanto é que se pouparia racionalizando muitos dos serviços e das operações dentro do próprio estado?
Diz o governo, que os assessores são imprescindíveis! Só porque o governo quer, porque se tal acabasse, acabariam muitos dos “jobs for the boys”. Mas ao acabarem estes empregos para amigos, não se perderia nada, pois dentro do aparelho Estado, há muita gente qualificada, muitas com muito mais aptidão que alguns dos “boys”, e muito mais baratos. Não há mais contenção nas despesas do estado porque não há vontade politica!
Esta da vontade politica, provoca-me uma irritação!!!!
A vontade politica, os interesses políticos nunca podem ser superiores aos interesses do país, ao interesse da maioria da população!
O que o governo fez, sim, porque é quem precisa, que tem que dar a mão á palmatória, com a recusa a ceder para o acordo orçamental, foi fazer subir a os juros da nossa divida publica em quase dois pontos percentuais. Ou seja, por causa da arrogância de dois ou três, vamos todos pagar muito mais! Mas pelos vistos isso pouco importa, pois o P.M., com a lata que lhe é reconhecida, diz que vai fazer um esforço!!!! Apetece dizer como se diz no Porto! Pu#$ que o pariu, então porque não fez antes? Antes da taxa de juro da divida publica ter aumentado? Os interesses do país não estão a ser postos a cima dos interesses de um grupo restrito de gente com poucos escrúpulos!
Muito mau, tudo isto que permitimos que continue a existir no nosso país!

Sem comentários:

Publicar um comentário